Riscos da compra de um consórcio contemplado
Riscos da compra de um consórcio contemplado

O termo consórcio contemplado é utilizado para definir quando o consorciado possui o direito de ir retirar o seu bem, seja ele automóvel, imóvel ou serviço pela administradora de consórcio.

Riscos da compra de um consórcio contemplado

O consórcio contemplado é a comercialização de cartas de crédito já contempladas. Isso quer dizer que já estão prontas para a retirada do bem. Esse pode ser atalho para quem deseja economizar tempo, porém é necessário tomar alguns cuidados.

A ABAC tem como posicionamento de que a prática não pode ser considerada ilegal, uma vez que o consorciado tem a possibilidade de não querer mais o plano. Tendo como procedimento a troca de titularidade.

Diversos golpes e fraudes já foram identificados no país. Ele é feito através de uma promessa de consórcio contemplado para retirada imediata do bem e com valores bem abaixo de mercado. Em sua maioria, são vendas de pessoas físicas ou de empresas não idôneas.  Por isso, não é recomendado esse tipo de comercialização.

Cuidados na hora de comprar um consórcio contemplado

1. Confirme se a carta de crédito de fato existe. Os consórcios só podem ser administrados por empresas credenciadas pelo Banco Central. Porém, é preciso verificar com antecedência se de fato houve a contemplação, se o crédito que está sendo cedido realmente existe e se ele está vinculado a uma administradora de consórcios credenciada pelo BC e que tem idoneidade no mercado.

2. Conheça todas as regras do consórcio. Quem adquire uma cota de um consórcio contemplado deve assumir todas as obrigações que o antigo consorciado tinha junto ao grupo existente e à administradora. Portanto, é essencial que a pessoa conheça todas as regras do consórcio.

Faça seu Consórcio sem pagar juros!

3. Leia o contrato. O contrato de adesão é o documento que contém todas as informações sobre os direitos do consorciado e sobre os deveres que ele tem perante a administradora e o grupo ao qual este está vinculado.

4. Informe-se sobre a transferência. A administradora assumirá um compromisso com o novo consorciado. Isso implica em pequenos trâmites burocráticos e alguns custos para a empresa. Em virtude disso, é natural que ela cobre uma taxa para fazer a transferência da cota de uma pessoa à outra. Procure saber qual o valor dessa taxa e os processos necessários para que a troca seja efetivada.

5. Outras dicas. Desconfie de vantagens extremas; Tenha a certeza de que as parcelas do consórcio cabem no seu orçamento; Verifique as regras de uso da carta de crédito. 

Faça seu Consórcio!

Se deseja comprar um carro sem pagar juros, acesse o nosso Simulador de Consórcio. Agora, se deseja comprar um imóvel, construir ou reformar, acesse a nossa Tabela de Preços Rodobens e fique por dentro das melhores ofertas do mercado imobiliário.