IPVA atrasado? Saiba o que fazer
IPVA atrasado? Saiba o que fazer

A maioria dos brasileiros sabe que o IPVA atrasado gera consequências financeiras e prejuízo para o consumidor, caso a situação não seja resolvida imediatamente. Saiba o que fazer quando isso acontecer

IPVA atrasado? Saiba o que fazer

O IPVA é um imposto que incide nos veículos em todo o Brasil. O seu recolhimento é realizado em janeiro. Além disso, ele pode ser pago à vista ou parcelado. De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, informa, todos os carros devem estar devidamente licenciados pelo órgão de trânsito do estado ou distrito em que estiver registrado. Assim, para que o motorista consiga renovar seu CRLV, é necessário quitar o IPVA atrasado. Além de todas as outras taxas referentes ao licenciamento do veículo, inclusive multas que estiverem pendentes.

Circular com o carro sem estar registrado devidamente é, de acordo com o CTB, uma infração gravíssima. Entretanto, com o IPVA atrasado, o motorista não consegue o licenciamento anual. Correndo o risco de ser detido em algum posto de fiscalização, tendo o seu veículo apreendido e pontos perdidos na habilitação. A multa gravíssima significa que o motorista terá adicionado à sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH) sete pontos. Portanto, o condutor não pode acumular 20 pontos em sua CNH no período de 12 meses e, se isso acontecer, ele terá a carteira suspensa.

O quanto antes o proprietário pagar ou negociar o IPVA atrasado, melhor para o seu bolso. O atraso no pagamento do IPVA gera multa diária, além da cobrança de juros por mês. Em alguns estados, o valor da multa diária pode chegar até 0,33% por dia.

Principais consequências do IPVA atrasado

  • Ter o nome incluído na lista de devedores do SPC, Serasa e SCPC;
  • Ter o nome incluído na dívida ativa;
  • Impossibilidade de fazer o licenciamento do carro;
  • Impossibilidade de transferir a propriedade do veículo para terceiros;
  • Risco de ter o veículo apreendido em uma blitz;
  • Risco de perder pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH);
  • Risco de perder o bem em uma execução fiscal.

Para regularizar a situação do IPVA atrasado, basta acessar o site do Detran do seu estado, informar os dados do veículo solicitados e gerar a Guia de Recolhimento do Veículo, a GRV. Após, realize os pagamentos, incluindo multas e juros por atraso. Não se esqueça: após a quitação da GRV, também é necessário pagar o licenciamento.

Como parcelar o IPVA atrasado?

Compareça a Secretaria da Fazenda. Para parcelar o seu IPVA atrasado, é necessário que o proprietário do veículo compareça a Secretaria da Fazenda. Portando os documentos originais do carro em mãos para realizar a negociação. É preciso também levar os documentos originais de identificação, como RG e CPF, além disso, a documentação do carro também deve ser apresentada.

Informe-se sobre o débito do seu IPVA atrasado. Logo no início do processo, o proprietário do veículo será informado sobre o valor da dívida, já com os juros e multas. Neste momento também é feita a proposta de pagamento.

Aceite a proposta de parcelamento. Após verificar as melhores condições de quitação da sua dívida de IPVA atrasado e a aceitação das mesmas, o boleto é emitido na mesma hora dentro do que foi acordado. Além disso, a partir da primeira parcela paga, você já evita o risco de ter o veículo apreendido, mediante a apresentação do comprovante original de pagamento.

Quitação de todos os boletos. Por fim, efetue o pagamento de todas as parcelas acordadas dentro da data estipulada.

A partir da primeira parcela paga, você poderá evitar o risco de ter o veículo apreendido, mediante a apresentação do comprovante original de pagamento.

Compre seu carro agora mesmo!

Acesse nosso Simulador de Consórcio e veja qual plano ideal para o seu orçamento!