O Jornal do Consórcio realizou uma entrevista com o consumidor Fábio de Giacometti, Administrador, residente em Caxias do Sul (RS). Ele foi um dos compradores na pré-venda do carro sensação do momento, o Renault Kwid, lançado oficialmente no começo deste mês. Vamos ver o que ele tem a dizer!

Entrevista com o consumidor

JC – O que o fez escolher o Kwid como compra?

Fábio – Procurávamos um veículo que pudesse substituir o nosso segundo carro da família, um Clio 2014. Nossa intenção sempre foi continuar com a Renault pelas boas experiências com outros carros da marca.

O Kwid me chamou a atenção já na Índia. Sua proposta de “SUV Compacto” não foi alvo de grandes expectativas. Já tinha em mente que seria um carro que resgataria a essência de carro popular no Brasil. Hoje qualquer carro de “entrada” custa mais de R$ 40 mil, já o Kwid tem um valor aproximado de R$ 30 mil. 

A proposta do carro me agradou muito e seu test drive-não decepcionou. O preço, economia, tecnologia, itens de conforto e segurança, design e estilo são únicos no segmento. Também me atraíram os 5 anos de garantia e primeira revisão grátis para quem adquirisse na pré-venda.

O Kwid é um SUV compacto com vários itens do segmento, custado a metade do preço. Tudo isso nos fez optar por ele como segundo carro da família.

JC – Pessoalmente, o que mais chamou atenção no modelo?

Fábio – Pontos positivos:

  • Visual agradável e diferenciado, prometendo ser o mais econômico no segmento. Mesmo em sua versão intermediária Zen, é o mais completo e barato;
  • Estilo e design que dão um ar “invocado” e de “SUV”, com imponência e robustez;
  • Bom desempenho no meio urbano. Relação peso/potência bastante interessante;
  • Embreagem leve e câmbio macio com engates precisos e silenciosos. Dou um destaque especial para a direção elétrica. A experiência de dirigir é muito boa. É fácil manobrá-lo e estacionar devido ao carro não precisar de muito espaço;
  • Direção elétrica bem calibrada em velocidades altas e baixas. A suspensão é um meio termo entre conforto e dirigibilidade;
  • Bom acabamento interno, com material dentro do esperado para o segmento e preço do veículo. Bancos com bom grau de conforto, sendo bonitos e com estofamento diferenciado;
  • Apesar do espaço reduzido do banco traseiro, o porta malas tem muito espaço. É excelente para nossas necessidades;
  • Som muito bom mesmo com só dois auto-falantes dianteiros.

Pontos negativos:

  • Nível de ruído interno (motor);
  • Mau posicionamento dos controles de vidros-elétricos, tanto na frente quanto atrás;
  • Falta de opção para auto-falantes originais na parte traseira do carro;
  • Falta de alarme em todas as versões, somente trava elétrica e sinalização visual;

JC – Se pudesse comparar o Kwid a outros modelos, quais seriam? Exemplifique suas observações.

Em termos de porte e preço: Fiat Mobi, Volkswagen Up, Kia Picanto e Chery QQ.

Alvos de comparações:

  1. Tradição e confiabilidade da marca, garantia oferecida e outras facilidades em relação ao mantimento do carro;
  2. Estilo/design/visual do veículo e espaço interno;
  3. Custo benefício entre valor de compra, itens de dirigibilidade, segurança e economia de combustível;
  4. Itens de série mais os itens de segurança e conforto disponibilizados como acessórios para estes modelos.

Chery QQ e Kia Picanto já são descartados pelos itens 1, 2 e 3. 

Fiat Mobi é uma miniatura do Uno. Se alguns comparam o Kwid com o Uno, comparações com o Mobi são quase uma deslealdade. Visualmente ele não me agrada e é bem menor e mais apertado que o Kwid. Seu consumo é ruim para o seu tamanho. A opção da Renault é bem melhor e com um preço menor (em média R$ 4 mil).

Já o VW Up poderia ser um bom rival caso tivesse um preço melhor. É um carro mais potente, com alguns pequenos itens de conforto e conveniência a mais. Porém é em média R$ 8 mil mais caro, tanto na versão de entrada ou mais completa (com ar e direção).

Sendo assim, suas versões completas do Kwid Zen (R$ 34.990) e Take Up! (R$ 43.240), já deixam em evidência a melhor escolha quanto ao preço.

JC – Suas considerações finais para esta entrevista com o consumidor

O Kwid conta com 4 airbags de série, maior economia e porta-malas de todos. A tomada de decisão fica fácil.

Em uma faixa de preço de R$ 44 mil, não faria essas comparações. Eu optaria por um Sandero ou Ford Ka… Mas essa é outra história… 

Tenho certeza de que fiz uma excelente aquisição!

Faça o seu consórcio

Como a entrevista com o consumidor nos mostra, o Renault Kwid é uma ótima opção de compra. Você pode ter o seu pelo consórcio! O consórcio apresenta isenção da taxa de entrada, juros e adesão. Aproveite e compre o seu!

Veja outros carros e planos de consórcio aqui.