Consórcio informal. Por que não fazer?
Consórcio informal. Por que não fazer?

Quem pensa em fazer um consórcio, provavelmente já pensou em realizar um consórcio informal. Algumas falsas vantagens aparecem, e se provam negativas conforme o andamento do grupo. 

Um consórcio informal é feito por um grupo de pessoas que podem se conhecer ou não, mas que não têm uma administradora por trás da formação do grupo. Isso faz com que as taxas de administração não existam, e pode atrair muitas pessoas por este motivo.

Mas sabe aquele ditado que “o barato sai caro”? Pois é, isso é muito comum nesse tipo de formação de consórcio. Abaixo nós vamos lhes mostrar outros pontos negativos para que você entenda porque não fazer o consórcio informal.

Os perigos do consórcio informal

Amadorismo na administração do grupo

As administradoras de consórcio possuem todo um arcabouço profissional para poderem operar, além da experiência de negócio. Por isso são sempre a melhor opção na hora de gerir os recursos do consórcio e realizar as assembleias. Isso é totalmente o contrário do que acontece nos consórcios informais.

As pessoas que lhe convidam para participar de um consórcio desse tipo, não são profissionais da área. Sendo assim, não podem garantir que os fins do consórcio sejam cumpridos de acordo. 

Maior perigo de inadimplência

Se já acontece nos consórcios tradicionais, imagina nos informais? A diferença é que a administradora lhe oferece garantias para que você tenha o seu bem, mesmo que alguém no seu grupo esteja sem pagar as parcelas.

No consórcio informal, cria-se uma bola de neve que pode ser decisiva na implosão do grupo. Você vai precisar pagar uma parcela maior e pode até ter que pagar mais tempo por causa disso.

Falta de garantias

Você consegue imaginar a possibilidade de cair num golpe? Pois é, as pessoas podem simplesmente pegar o dinheiro arrecadado e desaparecer. Além disso, algum participante contemplado, já com seu bem comprado, pode simplesmente não querer mais pagar as parcelas. 

Essas são situações muito ruins e que são facilmente evitadas se você optar pelo consórcio tradicional. Os consórcios informais por não possuírem garantias jurídicas, não lhe oferecem nenhum respaldo para reaver seu dinheiro.

Não existe regulamentação

Nesse ponto você já deve ter percebido que pode se dar mal em um consórcio informal, não é mesmo? Outro ponto negativo é a falta de regulamentação, que mais uma vez pode lhe fazer perder dinheiro com uma empresa que feche repentinamente e fique com tudo.

Os consórcios tradicionais são regulamentados e fiscalizados pelo Banco Central do Brasil. É tudo pensado para que você possa ter segurança e comodidade em sua compra!

Faça já seu consórcio

O consórcio tradicional, além de possuir todas as garantias legais, continua sendo a forma mais econômica de comprar o seu bem. São planos com prazos estendidos onde você pode escolher a melhor parcela para o seu orçamento. Outra vantagem é a isenção de juros nas parcelas e não precisar pagar nenhum valor de entrada!

Clique aqui e veja nossa página com os planos de consórcio disponíveis.