Como evitar o superaquecimento do motor
Como evitar o superaquecimento do motor

A melhor forma de prevenir o superaquecimento do motor é realizar as revisões com a periodicidade adequada e indicada para cada veículo. Obedecendo ao tempo de manutenção, a probabilidade do condutor passar por alguma situação desagradável é muito baixa.

Como evitar o superaquecimento do motor

É importante considerar que, na maioria das vezes, o superaquecimento pode ser causado por negligência do próprio dono do veículo. Isso vai desde o momento em que o condutor trafega mais de 20.000 km sem trocar o óleo e o líquido de arrefecimento, até quando ele ignora os alertas que aparecem no painel do carro.

Realizando as manutenções necessárias e estando atento aos sinais do veículo, o condutor já estará fazendo a sua parte para evitar maiores problemas e graves acidentes. Para isso, é necessário contar com a ajuda de profissionais sérios e que cobrem por um trabalho que realmente seja cumprido.

O que fazer quando ocorre o superaquecimento do motor?

Se você estiver rodando no seu carro e, de repente, notar que algo está errado. A medida imediata é parar o veículo no primeiro local seguro que encontrar. Isso, é claro, vale para o momento em que se observa os sinais de que o motor está mais aquecido do que deveria.

Caso o condutor insista em prosseguir, correrá sérios riscos de ocasionar problemas maiores ao motor, como a queima na junta do cabeçote e o empenamento irreversível dos pistões.

Esses sinais de que o motor está passando por um processo de superaquecimento, como já mencionei, podem ser identificados de várias formas: pelos sinalizadores do próprio veículo – função do painel e medidas do termômetro – ou, no caso mais extremo, pela fumaça saindo do capô.

Depois de parar o veículo, é fundamental que o condutor espere, pelo menos, 40 minutos para verificar o nível de água no radiador. É importante respeitar esse tempo de resfriamento do motor porque, como já mencionei, há riscos de sérias queimaduras caso a tampa do radiador seja aberta imediatamente. Depois de tomar todos esses cuidados, é o momento de partir para a prática.

Acesse o Simulador de Consórcio e escolha o carro que mais combina com você!

Se você constatar que o nível de líquido do radiador está realmente baixo, é necessário completar a quantidade que falta com água (nesse caso de emergência, é permitido que seja apenas água da torneira mesmo). Mas é preciso muita atenção nessa etapa!

No momento de completar a água, o motor precisa estar ligado e em marcha lenta. Isso evita um possível choque térmico. A partir daí, o motorista precisa conduzir o veículo até uma oficina para detectar o problema e solucioná-lo.

Além disso, não se esqueça de que o mecânico precisa substituir a água pelo líquido adequado, a fim de garantir o melhor desempenho do motor.