O período chuvoso é responsável por diversos acidentes no trânsito. Fortes chuvas diminuem a visibilidade do motorista e ainda diminuem a aderência dos pneus ao solo. Em grandes cidades como São Paulo, há também o risco de alagamentos. Veja como cuidar do seu carro numa enchente. 

Como cuidar do seu carro numa enchente

Nesta época do ano, notícias sobre carros engolidos por enchentes são frequentes, principalmente em cidades litorâneas. Para evitar danos ao carro e outros riscos pessoais, é necessário uma série de medidas preventivas. 

Ao visualizar um trecho alagado, a melhor alternativa é não passar por ele. Caso seja necessário passar por aquele trecho que está alagado, podemos analisar antes se a travessia é relativamente segura. Isso pode ser feito primeiramente analisando a profundidade da água, que pode ser feito observando os demais veículos passando pelo trecho que está coberto por água e comparando com as calçadas e construções. Essa observação pode ser feita até mesmo pelos veículos grandes como caminhões e ônibus que estão passando pelo local.

Os casos mais simples são aqueles em que a água entrou e só encharcou o assoalho, entrando pela porta, por exemplo. Entretanto, os mais complexos são os que foram atingidos com o motor em funcionamento, quando o motorista tentava atravessar um alagamento.

Nesse caso, é possível que o motorista tenha cometido um dos erros mais comuns, mas que é fatal, que é entrar rápido na água. Além disso, o motor pode aspirar a água, provocando o calço hidráulico. O calço hidráulico ocorre quando a água entra nos cilindros e impede o curso total dos pistões, aumentando o esforço sobre os demais componentes e deformando-os.

O que fazer?

Inundação: Comunique imediatamente a sua corretora ou seguradora e solicite um guincho para levar o veículo a um local seguro. Contudo, é importante autorizar o conserto do veículo somente após a liberação da seguradora, que irá avaliar se há recuperação ou perda total. 

Quando é possível recuperar o carro: Os danos parciais podem variar entre prejuízos do motor, elétrica, funilaria, estofamento e acabamento. Caso haja seguro e o valor não seja maior que o da franquia, haverá cobertura. 

Quando ocorre perda total: Quando os danos ultrapassam 70% do valor do veículo, é considerado perda total e sua indenização é igual à de uma batida ou roubo. 

Faça seu consórcio!

Você sabia que o consórcio é uma modalidade de compra planejada totalmente segura? Através dele é possível comprar o carro dos seus sonhos e economizar até 60%. Acesse a nossa Tabela de Preços e escolha o plano que mais combina com o seu orçamento.