Coeficiente aerodinâmico do carro. Como ele é calculado?

Veja também como o coeficiente aerodinâmico interfere no seu carro.

Coeficiente aerodinâmico do carro. Como ele é calculado
Coeficiente aerodinâmico do carro. Como ele é calculado

O coeficiente aerodinâmico do carro (Cx), nada mais é do que uma forma de medir a resistência ao ar ou fluído de alguma superfície ou área. Nos carros, ele tem uma maneira bem peculiar de ser calculado. Você sabe como é feito? Confira!

Como é calculado o coeficiente aerodinâmico do carro

Os carros são submetidos a testes em túneis de vento, onde é possível ver a trajetória do ar pela carroceria. Quanto menor o Cx, melhor a aerodinâmica do carro.

Um fusca, por exemplo, tem Cx variando de 0,48 a 0,49. Quando se fala no sedã Tesla Model S, seu Cx é de apenas 0,24. Os sedãs por si só têm uma aerodinâmica melhor que os hatches e peruas devido ao formato da sua traseira. Sem falar em toda tecnologia investida nos carros para que fiquem cada vez melhores!

O fusca tem um Coeficiente Aerodinâmico alto
O fusca tem um Coeficiente Aerodinâmico alto

Ao contrário do que se imagina, carros de corrida não têm os menores índices de Cx. Isso porque eles precisam gerar downforce, o que aumenta sua aderência nas curvas através do arrasto. Por exemplo, temos os carros Fórmula 1, com coeficiente aerodinâmico beirando a 0,70.

O cálculo não é feito a partir da área frontal do carro (A), mas com que fluidez o ar se desloca por ele. É feita a multiplicação de sua área frontal pelo Cx para que se tenha a eficiência aerodinâmica total do veículo. Isso também nos dá a potência que é necessária para movimentar o mesmo.

Vamos tomar por exemplo um carro com as seguintes medidas: arrasto 0,30 e área frontal de 2m². Isso gera uma eficiência aerodinâmica de 0,60. Se um carro tem área frontal maior (3m²) e menor arrasto (0,20), o mesmo valor seria obtido.

Sendo assim, dois carros de segmentos diferentes podem ter o mesmo Cx. Claro que não devemos confundir a eficiência deles, porque isso depende de sua largura, altura, pneus mais largos, vão livre em relação ao solo e outros apêndices aerodinâmicos, tais como os geradores de vórtices, tomadas de ar, defletores e aerofólios.

Faça já seu consórcio

Aproveite a oportunidade e dê uma olhada em nossa página de marcas. Temos vários planos de consórcio para que você possa comprar seu carro novo de forma econômica. O consórcio dispõe de vantagens como isenção de juros, taxa de entrada ou adesão. São prazos grandes com parcelas pequenas, então todo orçamento pode ser aproveitado!

Fonte: Quatro Rodas

COMPARTILHAR
Artigo anterior7 razões para fazer um consórcio
Próximo artigoConsórcio Toyota. Conheça as suas vantagens!
"Redator do Jornal do Consórcio. Poliglota autodidata, nascido em janeiro de 1993, estudante de Publicidade e Propaganda. Apaixonado por comunicação, espera deixar sua marca no mundo e um bom legado à sua família."