Atraso na parcela do consórcio. O que fazer
Atraso na parcela do consórcio. O que fazer

O atraso na parcela do consórcio gera dúvidas tanto em novos quanto em antigos participantes da modalidade. As consequências podem ser negativas tanto para quem atrasou quanto para o grupo em si, que depende de todos os participantes. Entenda como essa situação pode lhe afetar e o que deve ser feito quando acontecer.

As consequências do atraso na parcela do consórcio

É claro que é algo muito difícil de acontecer, mas imagine se mais da metade das pessoas que estão no mesmo grupo deixassem de pagar as parcelas no prazo. Como a administradora poderia reunir o crédito suficiente para contemplar os seus participantes? 

Uma consequência individual é a exclusão do sorteio, ou seja, se a sua cota for sorteada, você não será contemplado.

Para quem já está em posse do bem, um prazo médio de 30 dias é dado para regularização da situação. Algumas taxas e multas podem ser cobradas caso não seja feito, tudo isso está previsto em contrato.

Outra coisa que está prevista em contrato é a exclusão do grupo. Verifique sempre junto à administradora quais situações podem acabar excluindo a sua participação.

O que fazer quando atrasar a parcela do consórcio

Quanto mais rápido entrar em contato com a administradora, melhor. Haverá um consultor de pós-venda pronto para lhe auxiliar a encontrar a melhor negociação para a sua situação. Dependendo da administradora, já são pré-estabelecidas algumas opções de reescalonamento de parcelas.

Se o motivo do atraso for a impossibilidade de continuar pagando aquele valor de parcela, também há solução. Você pode solicitar à administradora a alteração do seu bem e pegar um de menor valor. Dessa forma, você passará a pagar parcelas menores.

Uma última saída caso não seja encontrada nenhuma solução possível, é transferir a sua cota para outra pessoa. Dessa forma, todas as parcelas seguintes e quaisquer responsabilidades referentes ao consórcio serão transferidas a essa pessoa.

Se você está pensando em mudar de plano ou então iniciar um novo consórcio, veja aqui os planos disponíveis para você!

Compartilhar
Artigo anteriorQuando trocar o óleo do carro?
Próximo ArtigoDicas básicas de mecânica de carros
"Redator do Jornal do Consórcio. Poliglota autodidata, nascido em janeiro de 1993, estudante de Publicidade e Propaganda. Apaixonado por comunicação, espera deixar sua marca no mundo e um bom legado à sua família."