Os câmbios de dupla embreagem chegaram para revolucionar o meio automotivo. Como o nome mesmo diz, trabalham com duas embreagens. Uma é para as marchas de número ímpar e outra maior para as marchas de número par e a ré. Com isso, a mudança é mais suave, deixando a segunda embreagem em stand-by para a troca. No entanto, um sistema como esse precisa ter algumas precauções por parte do motorista. Confira agora 5 cuidados fundamentais para câmbio de dupla embreagem:

5 cuidados fundamentais para câmbio de dupla embreagem

1. Evite segurar o freio e acelerador por muito tempo

A menos que queira realizar uma arrancada para medir o desempenho máximo do seu carro, não é necessário pisar no freio e acelerador ao mesmo tempo. Isso faz com que aumente o desgaste e superaqueça as embreagens.

Em alguns carros a embreagem fica em espera e há limitação do giro do motor quando se usa o freio. Essas é uma forma de impedir os problemas citados acima.

2 – Mudança de marcha em frenagem e aceleração

Reduzir a marchar quando está acelerando ou aumentar a marcha quando se está freando afeta as transmissões de dupla embreagem. Acontece muito quando motoristas estão perto de vias com cruzamentos, onde param abruptamente e depois retomam. Ou então quando estão em uma retomada e a interrompem.

Em ambos os casos, a iminência de uma parada será identificada pelo câmbio, que terá um atraso na retomada.

3 – Evite andar lentamente por muito tempo

Também não é bom rebocar muito peso ou subir ladeiras muito devagar, porque isso agrava o desgasto da embreagem. Desse jeito, a embreagem pode não se acoplar ao volante do motor por inteiro para preservar a velocidade. O melhor a se fazer é alcançar a velocidade ideal, fazendo com que a embreagem tenha acoplamento total.

4. Quando em ladeiras, não tire o pé do freio

Esse efeito é parecido com o ato de segurar a embreagem e acelerador em um carro de câmbio manual.

Em um carro com assistente de partida em ladeiras, ele irá segurar o carro automaticamente para que você acelere. Se não o fizer, a embreagem tentará segurar o carro. Isso faz com que ela superaqueça e tenha um desgaste precoce.

5. Não deixe o câmbio em neutro

Um dos 5 cuidados fundamentais para câmbio de dupla embreagem que mais se deve prestar atenção.

Em carros de câmbio manual, é necessário pisar na embreagem para que a transmissão seja desacoplada do motor. Os câmbios de dupla embreagem fazem isso sozinhos, o que evita desgaste nos discos de embreagem. Sendo assim, não há necessidade de colocar o carro em “N” (neutro) toda vez que o carro para.

Faça já seu consórcio!

Acesse nossa página de marcas para ver os planos de consórcio disponíveis.

Todos os planos são isentos de juros, entrada ou taxa de adesão. Conte com prazos grandes e parcelas pequenas para conquistar o seu carro 0 km. Aproveite a oportunidade!

Fonte: Quatro Rodas