4 dicas essenciais para quem ficou desempregado

Siga o passo a passo e não se sinta mais perdido nesse período de vulnerabilidade.

4 dicas essenciais para quem ficou desempregado
4 dicas essenciais para quem ficou desempregado

Não vivíamos uma crise como a atual há anos. Hoje, o número de desempregados no Brasil chegou aos 14 milhões. Provavelmente você que está lendo, se não está desempregado, tem medo de perder seu emprego, não é verdade? Pensando nisso, hoje nós vamos dar 4 dicas essenciais para quem ficou desempregado não se sentir tão perdido assim.

4 dicas essenciais para quem ficou desempregado

As dicas são do economista Júlio Castro, que as elaborou pensando em quem acabou de ficar desempregado. Mesmo vivendo em tempos difíceis, com organização e abertura para novas ideias você consegue enfrentar essa situação.

  •  Não fuja da situação

Em um primeiro momento, você precisa fazer uma autoavaliação profunda sobre a sua situação atual. Tente focar na sua situação financeira e procure identificar todos os gastos que não são necessários.

Manter um controle é fundamental, então use todas as ferramentas que achar viável para não perder os gastos de vista. Com o dinheiro advindo da rescisão, procure quitar as dívidas que possuem juros mais altos. Caso seja necessário, negocie os prazos e valores com as instituições credoras. Lembre-se sempre de manter apenas os gastos necessários!

  •  Procure novas possibilidades

É muito bom estar em um emprego fixo, mas já pensou em quantas pessoas fazem dinheiro de forma autônoma? Pense em algo que você sempre fez bem fora do trabalho, isso pode lhe gerar alguma renda.

Também há várias oportunidades que são acessíveis através do meio tecnológico. São exemplos os aplicativos de carona ou aluguel de espaço em sua casa.

Ainda sobre o meio tecnológico, use todas as redes sociais para dizer ao mundo que está desempregado, mas procurando recolocação. Quando surgir alguma oportunidade, com certeza vão se lembrar da sua disponibilidade e lhe indicar.

  •  Pratique a economia colaborativa

Com tempo livre, você pode fazer uma faxina geral em suas coisas e separar aquelas que não usa mais e que podem ser vendidas. Caso você queira continuar consumindo, pode encontrar em sites e redes sociais disponibilidade para troca. Para aqueles mais apegados, também é possível alugar seus itens e lucrar sem se desfazer deles.

  •  Evitar ao máximo empréstimos e dívidas

Das 4 dicas essenciais para quem ficou desempregado, esta é sem dúvidas uma das mais importantes.

As facilidades do cartão de crédito e cheque especial são para quem tem renda fixa, o que não é o seu caso. Então evite sempre utilizá-los, deixando-os somente para um caso de "vida ou morte".

Quando se está desempregado, fica muito mais difícil conseguir quitar novos contratos financeiros. Com isso, é criada uma bola de neve incontrolável através dos juros e multas abusivas.

Também procure sempre estar atento àquelas promessas de "dinheiro fácil com este produto inovador". Muitos aproveitadores entram em ação em momentos como esse e podem fazer de você mais uma vítima. Tenha sempre muito cuidado!

Consórcio como aliado

Depois de fazer um planejamento com as 4 dicas essenciais para quem ficou desempregado, você pode usar o consórcio como forma alternativa de investimento. Funciona como investimento porque você contribui com parcelas mensais que lhe renderão lucro no futuro.

As parcelas têm rendimento sobre a taxa Selic, que é a taxa média de juros. Atualmente ela possui rendimento superior à poupança tradicional, e pode ser uma aliada em um momento difícil como esse. Dê uma olhada nesse infográfico que lhe mostra outros benefícios do consórcio.

Fonte: ABAC

COMPARTILHAR
Artigo anteriorConsórcio Chevrolet satisfação em primeiro lugar
Próximo artigoConsórcio em andamento como entrar?
"Redator do Jornal do Consórcio. Poliglota autodidata, nascido em janeiro de 1993, estudante de Publicidade e Propaganda. Apaixonado por comunicação, espera deixar sua marca no mundo e um bom legado à sua família."